Julho 18, 2017

A arte de Christoph Niemann

A arte de Christoph Niemann

“Abstract: A Arte do Design” é uma série documental da Netflix que mostra o trabalho de alguns dos grandes nomes do design.

No primeiro episódio da série, nós podemos acompanhar o processo de criação de Christoph Niemann, um ilustrador que tem forte ligação pessoal e profissional com a cidade de Nova York.

Nascido na Alemanha, Christoph, além de ilustrador, é designer gráfico e co-autor de diversos livros, como “100% Evil” e o livro infantil “The Police Cloud.” Com clientes como o Google e o MoMA (Museu de Arte Moderna) em sua lista, ele ganhou os prêmios AIGA, do Art Directors Club e The Lead Awards por seus trabalhos.

Para Niemann, o abstrato é o conceito mais importante da arte. Cada ideia exige uma quantidade de informação específica, e fica a critério do artista decidir o que deve ou não ser revelado. A partir dessa definição, uma obra pode se tornar mais abstrata ou menos.

O ilustrador acredita que, para a ideia ser entendida, é preciso mostrar apenas o essencial, pois se houver mais informações do que o necessário, há grandes chances da mesma se tornar confusa. Para ilustrar este conceito, Niemann criou o “abstômetro”, e usou o coração com flecha para demonstrar o que acontece quando se tem mais ou menos abstração do que o necessário.

[![](https://mercuriosys.com/content/images/2017/07/abstrometro.png)](https://mercuriosys.com/content/images/2017/07/abstrometro.png)*christophniemann.com*
Ao longo do episódio, Christoph fala sobre alguns de seus projetos. Um dos destaques é o [Chomp](http://www.christophniemann.com/books/chomp/) – aplicativo desenvolvido pelo próprio ilustrador, com a finalidade de interagir o usuário com as ilustrações por meio da câmera. A cada clique na tela, o desenho faz uma animação e acaba surpreendendo o usuário com as suas variações.

Já o Sunday Sketches é um projeto onde o ilustrador publica no instagram ilustrações misturadas com objetos, resultando em uma cena inusitada. É uma ideia simples, criativa e bem divertida!Temos que treinar para sermos melhores. Atletas e músicos praticam todos os dias, por que deveria ser diferente com os artistas?

[![](https://mercuriosys.com/content/images/2017/07/sundaysketches.png)](https://mercuriosys.com/content/images/2017/07/sundaysketches.png)christophniemann.com
Niemann tem em seu portfólio mais de 20 capas da revista The New Yorker e, segundo o ilustrador, esses são os seus trabalhos preferidos, pois eles são sempre estimulantes e nunca se tornam fáceis e repetitivos.

Além disso, ele acredita que este é um trabalho muito importante para um ilustrador, pois com o seu desenho na capa, o público logo enxerga a sua história, o seu estilo e o impacto visual e cultural que ele deseja emplacar.

Temos que treinar para sermos melhores. Atletas e músicos praticam todos os dias, por que deveria ser diferente com os artistas?

O episódio – e a série como um todo – aborda o processo de criação de cada artista de forma leve, envolvente e muito inspiradora. Por essa razão, considerei importante dar destaque a esta frase de Niemann. Acredito que ela seja uma boa motivação para todos nós, pois é importante buscarmos meios que nos tornem melhores naquilo em que fazemos, não só para nos destacarmos, mas para oferecermos um trabalho de qualidade.

Gostou? Conte para gente nos comentários se você já assistiu a série e qual foi o episódio que você mais gostou.

Leia mais: O Design Gráfico na visão de Paula Scher.